quarta-feira, agosto 29, 2007

Lisa


Às vezes, vagueava por aí durante dois ou três dias. Regressava sedenta de festas e, depois de receber os mimos, enroscava-se a dormir perto de nós. Hoje, sei que não volta. Procurarei esquecer a amálgama de sangue e pêlo preto espalmada no alcatrão e lembrar apenas o brilho verde dos seus olhos, nos momentos que partilhámos desde que a recolhemos com os seus três filhotes. Ela, pagou com a vida o seu desejo de independência e liberdade. Nós, pagamos com mágoa e saudade o respeito que ela nos mereceu.

8 comentários:

mwal disse...

:'(*

maria m. disse...

beijo, alex!

Papo-seco disse...

:(

margarete disse...

:'(*

alex disse...

sinto tanto a falta dela. :'(

thanks, guys.

Scarlata disse...

Caramba...pelo meno viveu livre.

Um abraço ;)

mio disse...

:(

alex disse...

estou triste, mas não tenho remorsos. durante ano e meio, ela teve o melhor de dois mundos: conforto e liberdade. só lamento que tenha sido tão breve.