sábado, maio 10, 2008

a dançar na corda bamba

compromissos incontornáveis com datas ainda por definir, emperram planos para lá de um curtíssimo horizonte. nos meses que se arrastam e sem que se vislumbre forma de escapar ao indesejável / inevitável, esta é a banda sonora que mentalmente vou trauteando a cada dia que passa.


CARAMBA


Ó senhor da loja
já que a vida é curta
diga-me lá, se souber
quantos metros tem a dôr

e já que ainda por cima
a vida é pesada
diga-me lá, se puder
quantos quilos tem o amor

e já que a paciência
tem os seus limites
diga-me lá quantos são
que é p'ra eu saber se espero ou não
quando fôr desesperar


já que a vida é curta
e o futuro, diz que está aqui já
(sei lá)
já que o futuro vêm
em peças separadas p'ra montar
(ah! ah! ah! ah!)
antes que se esgote
reserve desde já o seu exemplar

caramba
está-se p'raqui a dançar na corda bamba
sem se saber para que lado é que se cai

nem com que pé é que se samba

ó senhor da loja
já que a vida é bela
diga-me lá se souber
em que espelho a devo olhar

mas se por outro lado
diz que a vida é dura
arranje-me aí, se tiver
um capacete p'ra eu marrar

e já que a vida é feita
de pequenos nadas
guarde-me aí quatro ou cinco
que é p'ra quando for domingo
eu os poder saborear

já que a vida é curta
e o futuro, diz que está aqui já
(sei lá)
já que o futuro vem
em peças separadas p'ra montar
(ah! ah! ah! ah!)
antes que se esgote
reserve desde já o seu exemplar

caramba
está-se p'ráqui a dançar na corda bamba
sem se saber para que lado é que se cai
nem com que pé é que se samba

ó senhor da loja
já que a vida é breve
arranje-me aí os ponteiros
dum relógio que atrasar

e já que no fundo
vai tudo dar ao mesmo
diga-me se o mesmo é mesmo
tudo o que ainda vai mudar

e já que é preciso
deitar contas à vida
desconte-me aí os meses
em que apenas fiz às vezes
doutro que não era eu

já que a vida é curta
e o futuro, diz que está aqui lá
(sei lá)
já que o futuro vem
em peças separadas p'ra montar
(ah! ah! ah! ah!)
antes que se esgote
reserve desde já o seu exemplar

caramba
está-se p'ráqui a dançar na corda bamba.

Sérgio Godinho




Sem comentários: