quarta-feira, novembro 21, 2007

os meus bigodudos



quando o pompom perdeu a mãe, foi o che que tomou a seu cargo a tarefa de lhe ensinar todas as artes e ofícios que fazem parte da vida de um gato. aos sete meses e quase maior que o pai adoptivo, o mais novo já o força a retiradas estratégicas nas lutas rituais que lhes ocupam as horas em que não estão enroscadinhos e quentes a calanzar.

3 comentários:

Scarlata disse...

Admito, sao duas coisas lindas!

;)

alex disse...

:)
[baba a escorrer]obrigada[/baba a escorrer]

maria m. disse...

olhos expressivos os deles...