sexta-feira, outubro 12, 2007


Tinha saído tarde do trabalho e, parada no trânsito, ainda praguejava mentalmente contra quem, por mera falta de respeito, me tinha feito perder tantas horas inúteis. Ao descer a Alameda da Universidade, o chilrear de pássaros fez-me erguer os olhos para ver os habituais pardalitos que ao entardecer esvoaçam em torno das árvores, em grande azáfama. Foi quando reparei numas aves de maior porte que, cruzando os ares, enchiam o céu de manchas esverdeadas, pousando nos ramos dos enormes eucaliptos que ladeiam a alameda. Janela do carro aberta e eu já esquecida das minhas fúrias, deslumbrada com as dezenas de pequenos papagaios que me sobrevoavam, quase grata pela fila de carros parados à minha frente que me permitiam apreciar o inesperado espectáculo. Finalmente segui caminho, cheia de curiosidade sobre a presença destes bandos papagaios nos céus de Lisboa.

A máquina fotográfica vai voltar a andar comigo no carro. Se a ocasião se repetir, não quero perder a oportunidade de registar o momento.

10 comentários:

maria m. disse...

... a máquina fotográfica e o bloco de notas ;)
gostei de te ler.

alex disse...

:)

Scarlata disse...

Jura! Papagaios no céu de lisboa. Deve ter sido ca' uma emoçao! A maquina devia andar sempre atrelada, devia...
;)

alex disse...

yep, papagaios. o ano passado já tinha visto 2 ou 3, que pensei fugidos de uma loja de animais, mas desta vez não há dúvidas, eram muitos e parece que se instalaram por cá. :D

N. disse...

:)

na volta alguém os ensinou a ir e a voltar (não sei se os papagaios se desenrascam com a comida sem que alguém lhes dê...)

Scarlata disse...

Bem, nao me admirava nada, la na quinta eu costumava ver piriquitos que vinham comer a farinha das galinhas, juntavam-se ao pardais e desenrrascavam-se como podiam. Nao sei é se aguentavam o inverno, mas agora faz mais calor em todo o lado, por isso...

camponesa pragmática disse...

Isso não foi aqui para as minhas bandas, foi? Há três que cruzam frequentemente a rua vindos (acho eu) dos jardins do Miguel Bombarda ou outro espaço ajardinado atrás de um muro alto em frente à academia da PSP. Reparei neles nos últimos meses. É tão fixe dar por eles :))) Não tenho a certeza se serão papagaios ou araras, mas o resto coincide com a tua história ;)

camponesa pragmática disse...

Ops, fui reler, dezenas não. Aqui tenho visto três :D:D:D

camponesa pragmática disse...

Se calhar estamos a ficar tropicais com as alterações climatéricas 8) O som, o som é que me fez olhar para cima a primeira vez. É lindo dar com aquela passarada exótica no meio da cidade.

alex disse...

ainda não os voltei a ver, desde que ando de máquina a tiracolo, mas uma colega que vive na zona do castelo afiançou-me que vê imensos na varanda dela. é lindo, mesmo e o som é espectacular. :)